Mais uma condenação, mais um recurso para o tribunal. A defesa de Salgado diz que condenação do Banco de Portugal é injusta e peca pela "ausência de imparcialidade e isenção"

Top Notícias