Estudo admite risco de destruição de 1,1 milhões de empregos na indústria e no comércio, com criação noutros setores. Cerca de 1,8 milhões de pessoas terão de melhorar competências ou mudar de emprego até 2030. CIP defende aposta na formação de adultos.

Top Notícias