Está ali, parado, há demasiado tempo. Ninguém quis tirá-lo do sítio onde Julen o deixou. É um símbolo da esperança. O Observador esteve no bairro da família do menino que caiu num poço em Málaga.

Top Notícias