O combate à desinformação passa por "mais regulação" e por "pôr cobro" aos privilégios fiscais das grandes plataformas de internet, como a Google ou o Facebook, defendeu o historiador e político Rui Tavares.

Top Notícias