O 'rating' do BPI subiu igualmente para BBB, tal como o do Santander, e a subida é justificada pela agência de notação pela "qualidade dos ativos" do banco, que é "mais forte em comparação com os pares domésticos".

O banco liderado por Pablo Forero foi ainda avaliado com uma perspetiva ('outlook') estável, o que "reflete a perspetiva sobre Portugal e a expetativa de que o BPI vai continuar a ser uma subsidiária altamente estratégica do CaixaBank nos próximos 24 meses".
A subida do 'rating' do BPI segue-se à subida da notação financeira de Portugal, que passou de BBB- para BBB, e que foi divulgada na sexta-feira, e à do Santander, hoje divulgada pela Standard & Poor's.
 
 

Top Notícias