Ruwan Wijewardene, ministro da Defesa do Sri Lanka, sugeriu perante membros do parlamento do seu país que o ataque concertado a igrejas e hotéis, que fez mais de 320 vítimas mortais, terá sido uma resposta a um outro atentado terrorista, que visou a comunidade muçulmana, em Christchurch, na Nova Zelândia.

[Notícia em atualização]

Top Notícias