O banco público vai passar 59% dos lucros de 2018 ao Estado na forma dividendos. Pagamento de dividendos já tem luz verde do Banco de Portugal, BCE e Direção-geral da Concorrência em Bruxelas.