A bordo estão 356 pessoas, incluindo duas crianças com 5 e 12 anos. “Seria necessário impor duas semanas de espera excruciante para estas pessoas?”, questionam os Médicos Sem Fronteiras.

Top Notícias