Catarina Martins recusa concretizar objetivos para as eleições de outubro, manifestando esperança no alcance de novas soluções de entendimento para a próxima legislatura. Entrevistada pela rádio pública, a dirigente do Bloco considera que uma eventual maioria absoluta do PS seria "muito perigosa" para o país.

Top Notícias