A suspensão do Parlamento britânico durante cinco semanas decretada pelo primeiro-ministro Boris Johnson foi considerada ilegal pelos juízes da mais alta instância judicial da Escócia.

Top Notícias