O referencial salarial é uma das prioridades da política reivindicativa da Intersindical para 2020, aprovada pelo Conselho Nacional na primeira reunião após o período de férias.
Esta é a primeira vez que a Inter apresenta um referencial salarial nominal, sem um referencial percentual.
Em setembro de 2018 e em setembro de 2017 a CGTP reivindicou aumentos salariais de 4% e um aumento mínimo de 40 euros por trabalhador.
Leia Também: "Eu mereço igual". Governo promove igualdade salarial entre géneros
 

Top Notícias