A Casa Branca anunciou, esta quarta-feira, que planeia banir a venda de cigarros eletrónicos  com sabor. A decisão surge após o registo de várias mortes que têm sido relacionadas com o uso desses aparelhos e pelo aumento do número de menores que têm aderido a estes aparelhos.

"Acabei de anunciar juntamente com o presidente e a  FDA  que vamos finalizar políticas para retirar cigarros eletrónicos  com sabores do mercado", anunciou o secretário de Estado da Saúde norte-americano, Alex Azar, no Twitter.
Ainda pelo mesmo meio, Alex Azar deu conta de que para já a medida não vai incluir os cigarros eletrónicos  com sabor a tabaco. Mas "se os dados mostrarem que as crianças migraram para esses produtos faremos o necessário para impedir o uso continuado desses aparelhos por jovens".

While the current plan is to not include tobacco-flavored e-cigarettes, if data show kids migrating to tobacco-flavored products, we will do what’s necessary to tackle continued youth use of these products.
— Secretary Alex Azar (@ SecAzar ) September 11, 2019



"A Administração Trump está a deixar claro que pretende limpar o mercado de cigarros eletrónicos  com sabores para tentar reverter a epidemia preocupante de uso de cigarros eletrónicos  por jovens que está a impactar crianças, famílias, escolas e comunidades", pode ler-se no comunicado da Casa Branca .
O Michigan já se tinha tornado o primeiro estado a proibir a venda da maior parte de cigarros eletrónicos  com sabor, a semana passada, numa iniciativa para tentar reduzir a epidemia dos vulgarmente chamados ' vape '. 
A decisão surge ao mesmo tempo que o Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças ( CDC ) norte-americano já tem o registo de seis mortes e 500 casos de doenças pulmonares “potencialmente relacionadas” com os cigarros eletrónicos .
Leia Também: Autoridades dos EUA pedem às pessoas para deixarem cigarros eletrónicos

Top Notícias