O presidente da Comissão Europeia defendeu esta quarta-feira, no Parlamento Europeu, que um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia é "desejável e possível", embora tenha reconhecido que o risco de um Brexit desordenado é real.

Top Notícias