O responsável pela pasta da Defesa dos EUA garante que as tropas norte-americanas vão continuar a combater o Estado Islâmico para impedir o seu ressurgimento. Cerca de 200 soltados dos EUA já deixaram a Síria.