Os quatro portugueses, que ficaram retidos no fim de semana, “estão bem”