A posição faz parte de uma declaração lida no final do encontro pelo presidente do partido e candidato presidencial, Ossufo Momade , depois de a Renamo ter pedido no sábado a repetição das eleições de terça-feira, alegando fraude e rejeitando os resultados que dão vitória com maioria absoluta ao partido no poder, Frente de Libertação de Moçambique ( Frelimo ), nas três votações - presidencial, Assembleia da República e provinciais.

Na declaração de hoje não é pedida explicitamente a repetição das eleições, exigindo o partido a "reposição da verdade eleitoral".
 

Top Notícias