Responderam dessa forma 29% dos engenheiros da maior fabricante de aviões e o próprio inquérito sublinha os perigos de haver profissionais a certificar o seu próprio trabalho, notando que, “nestes casos, podem ocorrer problemas”

Top Notícias