Livre considera que o "regime democrático tem sido moroso na reabilitação" do cônsul português em Bordéus, que salvou a vida de milhares de judeus, e quer dar-lhe honras de Panteão Nacional.