Ao menos três pessoas morreram, diz defensoria boliviana. Confronto entre forças de segurança e manifestantes que bloqueiam a passagem de caminhões de gasolina em El Alto, na Bolívia, deixaram ao menos três mortos e 30 feridos nesta terça-feira (19), informou a defensoria boliviana ao jornal "El Deber".
Segundo o órgão, os mortos foram atingidos por armas de fogo durante o tumulto perto de uma usina que produz combustíveis. De longe, era possível ver rolos de fumaça dos piquetes deixados pelos manifestantes favoráveis ao ex-presidente Evo Morales, que renunciou ao cargo em 11 de novembro.
Com os bloqueios a acessos e estradas, cidades da Bolívia estão sem abastecimento de gasolina ou outros produtos. Falta também comida, e feirantes tiveram de desfazer as bancas montadas nas ruas do país.
Reportagem em atualização