Com contrato até 2023, o treinador português vai ganhar quase o dobro que auferia o seu antecessor. Entre a lista de possíveis reforços está o médio leonino Bruno Fernandes.