As defesas dos arguidos no processo do surto de legionela de Vila Franca de Xira, em 2014, assumiram o objetivo de chegarem a acordo com as 73 vítimas identificadas na acusação, mas "mantêm-se confiantes" caso haja julgamento.