Em causa a ligação do monarca inglês ao caso do bilionário norte-americano encontrado morto em agosto dentro da prisão onde estava detido enquanto aguardava julgamento sob acusações de tráfico sexual e abuso de menores.